segunda-feira, dezembro 27, 2010

Jackie

Tanta coisa aconteceu. Mil e uma epifanias. Mas algumas chocam.



Eu não faço mais parte da sua vida.

Não é como se eu non tivesse tentado, não é como se eu non tivesse insistido. 50% de vontade não faz um 100% de um inteiro. Não me culpo nem um pouco. Nem a tristeza me bateu ainda. Nem sei se vai. O choque é maior.
Tanta coisa aconteceu... comigo. E eu tenho certeza que você não faz idéia. Não faço mais questão de contar. Não é desdenha, é cansaço. To cansada de desculpa, de passar rápido, de ver pouco, conversinha superficial, de non ter curiosidade sobre mim, de ficar esperando algo que não vai vir mais.


É como você acabar de perceber que aquela pessoa não está ali há um bom tempo...
E você vem falando consigo mesma há mais tempo ainda.
Não importa o quando eu tente, non vai mudar. Não vou tentar mais.


Tanta coisa que eu podia falar... mas nada realmente diz.




Só que a reciprocidade é algo que é necessário. E eu to indo embora também. Por que você não se importa, e eu também não me importo. Percebi seu desleixo agora. Percebi seu descaso. Seu pouco interesse. Há prioridades suas que eu não compartilho. Você já deixou bem claro. Eu não concordo. Eu não sou necessária. Eu não preciso disso. Eu nunca precisei pedir amizade. Nunca fui de esmolar um pouco de atenção.

Ou toca, ou não toca.
Eu não esqueço de nada. Mas há poucas coisas que eu me lembre.

Ambas caímos no esquecimento.

Até breve.

2 comentários:

Phills disse...

Sabe, no dia do meu aniversário, eu achei que você não ia. Passou o dia todo me com frases ambíguas, e casa uma delas me cortava o coração. Eu, por mais que tenha mudado, ainda sou a mesma pessoa, só que num lugar diferente. Mas você, cada vez que eu te via, você era uma pessoa diferente no mesmo lugar. Eu deixei de te reconhecer. Mesmo assim, ao contrário do que você pensa, eu não te esqueci. Você não notou, mas você, nessa begunça que eu to metita, foi a unica pessoa que não ficou pra tras. E pior, você não se importa. Você procisa de reciprocidade, e eu também. E quando eu precisei, você não teve tempo pra mim. Quando eu precisei de você pra andar no mesmo passo, você tava ocupada demais com a sua raiva, e o se vazio, e os seus problemas, e não teve tempo pra mim. Não teve tempo pra banalidades, pra jogar conversa fora que era o que EU precisava pra ficar melhor. Tem tempo eu deixei de poder contar com você pros meus problemas, por que você não se importava com eles. Você tava tão ocupada being dragged que não notou que eu tava bem aí. Sinto muito que você se sinta de lado, mas eu nunca fui embora. O que aconteceu é que eu tava cansada demais de ser ignorada.

Jade Cristina disse...

Eu posso ter mudado, mas você não continua a mesma também...

Postar um comentário