quarta-feira, abril 15, 2009

Infinito Particular


Segunda-feira, 28 de Julho de 2008


Sabe quando você não quer levantar amanhã, nem lembrar que você vegeta, por que simplesmente não vai acontecer NADA? O que aconteceu hoje? O que te faz querer ver o amanhã? A mim, apenas a curiosa espera de que algo pode mudar. Esperança num abalo de emoções. Um fogo que queime você, ascenda sua alma, te faça gritar! Anseio por ALGO. Qualquer coisa que nos faça sair disso. Mesmiçe, rotina, cançaso das mesmas coisas, tédio das pessoas, dos rostos, das máscaras, da responsabilidade de sustentar o "você" na frente deles. Será que eles não se sentem assim? Será que eles não percebem que você às vezes não quer sorrir? Você não quer falar! Você não quer bater papo!
Você quer emoção, quer adrenalina, quer sentir seu sangue correndo, vento no rosto, quer espasmos musculares, quer rir, quer viver! Você quer viver! Você quer que hoje seja diferente de amanhã! Quer que o que aconteça hoje, mude a sua vida drastica e totalmente. Quer ser feliz, quer conheçer gente nova, quer batidas à porta, telefonemas inesperados, caminhadas não preparadas, encontros marcantes, prazeres novos, feridas que te lembrem daonde veio, viajens, presentes, lembranças, memórias, você que não ter o controle. Quer não saber o que vai acontecer, pela vida ser tão previsível. Por não muda? Por que nada acontece? Aonde eu devo ir? Como devo me arriscar? Quero mudar! Quero que mude... não importa o que, só mude! Eu quero o agora, eu quero o futuro. Estou vivendo num mundo sem tempo verbal. Num mundo onde o relógio trabalha sem que isso interfira no meu mundo. O tempo apenas passa. Não há nada acontecendo. Mas vai mudar... Não vai? É esse sentimento que me faz querer ver o amanhã. Esperança move o mundo.
Por falar nisso, talvez seja amanhã. Ou talvez depois. Quem saberia me dizer isso seria O tempo. Mas... Que tempo?

0 comentários:

Postar um comentário